O Bom e Sagrado Caminho Vermelho

Em nossa caminhada, levando a cura através da medicina da Arte Xamânica a muitos irmãos e irmãs, recebemos inúmeras bênçãos, sejam por palavras, gestos, sorrisos, alegrias, descobertas e a amizade que vamos fortalecendo com cada um que vem compartilhar conosco esta sagrada medicina.

Assim, através da beleza da entrega e do amor incondicional, o Grande Espírito coloca em nosso caminho as bênçãos de receber e compartilhar informações verdadeiras e embasadas no profundo conhecimento das culturas ancestrais espalhadas pelo mundo e pelo tempo, que compartilhamos com todos aqui neste espaço sagrado, por saber que o "Tempo das Nuvens Negras" chegou ao fim e a luz da informação e do conhecimento nativo verdadeiro deve ser transmitido com urgência a todos os buscadores da luz.

Como diz Hotashugmanitu Tanka: "estamos aqui para semear e compartilhar, fazendo brilhar a Roda do Arco Íris neste início do Tempo do Búfalo Branco, trazendo a consciência da totalidade, a paz e a serenidade para os irmãos de todas as cores".

Que assim seja!

Marcelo Caiuã e Bianca Martins


Gratidão a Tanárila, nosso Beija-Flor do Sul















Em minha caminha de cura, o Grande Espírito me enviou o Beija-Flor e me deu de presente suas penas, minha gata caçou um Beija-Flor e me trouxe.Gatos caçam pássaros, é da sua natureza. Então eu guardei as penas por quatro anos, porque eu sabia que tinha que guarda-las até chegar o momento de usá-las segundo o Mistério. Então em 2010, senti o chamado da 19ª pedra da Roda de Cura e soube que tinha que usar um colar de crisoprásio e penas de Beija-Flor. E mais uma vez o Grande Espírito me enviou o Beija-Flor, manifestado em Cândi e quis que ela fizesse o colar para mim, um Totem cheio da Magia do Amor, que reúne em si Poder, Luz e Consciência..

Lilla wópilatanka, Tanárila!

Yutan Kimimila

Coração que vai se abrindo em mil pétalas de flor
Eu te sinto
Eu te recebo Beija-Flor
Nas asas dessa pureza tem um brilho encantador
Pode ver aquele que já se entregou
Vem surgindo um amigo
No momento escolhido pelo Mestre que retira o temor
Um presente tão Divino
Fruto de puro carinho
Que revela os tesouros do Amor


Chandra Lacombe


O Beija-Flor, é um convite à alegria, ao êxtase e ao amor. É ele que ensina: trazer a energia amorosa para o coração e por alegria na vida e em tudo que se faz. A sua presença na Natureza é marcada pela sua ação de polinização, responsável pelo acionamento do ciclo da vida.

A sua Medicina inclui o conhecimento do uso das flores, fragâncias, cores e qualidades para a Cura. Suas penas são usadas para sedução amorosa e para reforçar a abertura do coração, favorecendo o Amor como nenhuma outra Medicina. Ele prega também o Amor pela Liberdade, morrendo rapidamente se mantido em cativeiro, pois precisa estar livre para cumprir sua missão. Relaciona-se ainda com a estética. O gosto pelo belo, pela organização/arrumação de ambientes, é a expressão da harmonia, revelada no movimento de suas asas que fazem o símbolo do infinito.

O Beija-Flor ensina sobre o prazer de viver plenamente o momento da vida, unindo as experiências do passado com o aqui e agora que serve como elo de ligação para o futuro, na direção da qual caminhamos sorvendo o néctar da vida, revelado na consciência do ser e do estar no presente.

O Beija-Flor está representado na 19ª pedra da Roda de Cura, na posição Leste, bem em cima, quase no Norte, sob o Sol de Leão e ligado à Lua da Renovação da Terra (21/06 a 25/07), a Lua que traz a clareza, a adaptação, a prudência e sabedoria. Esta Lua revela de que maneiras nosso Eu vai se manifestar de modo a se tornar auto consciente e senhor de si, ou melhor, como o Sol que revela o caminho que devemos perseguir para tomarmos posse de nós mesmos. O coração e seu sistema fisiológico, o aprelho circulatório, costas e vértebras torácicas mais o timo, estão, no plano físico, sob a influência desta Lua, cujas energias pedem para sermos claros, adaptáveis, fluentes, prudentes e sábios.

O Pequeno Caçador de Néctar também está ligado ao crisoprásio, a pedra da 19ª na Roda de Cura, este cristal de quartzo ajuda nos processos de gostar (quarto chacra) de mim (terceiro chacra), a tornar consciente o inconsciente, fortalece os mecanismos de percepção e a consciência elevada, estimula o alcance da visão, traz clareza aos problemas e nos corpos físico e emocional cuida de diabetes, problemas no baço, vesícula e pâncreas, da instabilidade no humor, do mau humor e amargura e da intranqüilidade.

Derval Gramacho e Victória Gramacho


O Grande Espírito criou o Beija-Flor de uma forma diferente das demais criaturas aladas

É por isso que o Beija-Flor é o único pássaro que pode voar em todas as direções – para cima, para baixo, para os lados e para trás -, conseguindo ainda manter-se imóvel num único ponto, como se estivesse paralisado em pleno vôo.

O Beija-Flor tem ligação com a religião da Veste Fantasma, que afirma que uma certa dança ritual corretamente executada é capaz de eliminar a presença do homem branco e proporcionar o retorno dos animais por ele exterminados, o que significaria também a volta da felicidade perdida para o Povo Original – os índios. Nos ensinamentos maias, o Beija-Flor é associado ao Sol Negro e ao Quinto Mundo, pois ele pode nos proporcionar a cura do contraditório mistério da dualidade que dilacera o ser humano.

O Beija-Flor canta numa vibração de pura alegria, que desperta a energia das flores. As flores amam o Beija-Flor porque sabem que o ato de sugar o néctar está relacionado com o processo reprodutivo de suas diferentes espécies.

Ele tem a capacidade de abrir os corações e despertar o Amor como nenhuma coisa no mundo é capaz. Sua mensagem é a de que, sem um coração aberto e amoroso, você jamais poderá degustar o néctar e a bem-aventurança da vida. Para o Beija-Flor, a vida é uma viagem encantada numa terra de sonho, na qual voeja e flor em flor, degustando todas as essências, apreciando todos os perfumes e refletindo todas as nuanças cromáticas.

Nos ensina a amar a vida e suas alegrias, a espalhar a felicidade onde quer que vamos. Nos dá ainda a capacidade de reunir as pessoas em relacionamentos que extraem de cada um o melhor que eles têm a oferecer. A saber exatamente onde reside a beleza e, independente da distância que nos separa dela, estarmos sempre rumando em sua direção. 

Nos mostra como passarmos pela vida com elegância e desenvoltura, construindo em torno de nós uma atmosfera agradável que ajuda os demais a terem acesso ao néctar da vida. O Beija-Flor é o portador do arco da beleza, delicadamente incrustado com ouro, pérolas e pedras preciosas, repudiando a feiúra, a discórdia e a desarmonia, e voando rapidamente para longe de tudo isto.

O Beija-Flor escuta a música celestial evoa para dentro do nosso coração embalado por seu ritmo, nos permitindo desfrutar as muitas dádivas que nos são oferecidas pelo Criador e rir o mais inebriante e musical dos risos. Desarma nosso comportamento crítico e nos faz relaxar, nos doando um poderoso influxo de energia criadora, renovadora e libertadora capaz de mudar radicalmente nossa percepção da realidade, nos preenchendo com ondas de alegria que nos proporcionam uma renovação do prazer de viver.

Você está com o coração fechado ou empedermido? Cometeu uma injustiça ou uma crueldade com alguém, fazendo com que essa pessoa deixasse de o amar ou estimar?

Então o Beija-Flor cantará para você sua canção de lamento, para que você se conscientize de sua tristeza e incapacidade de receber todas as bênçãos que nós, os Duas Pernas, recebemos continuamente da beleza primordial que nos cerca. E para que veja sua necessita de empreender uma viagem ao cerne de seu sofrimento para ser capaz de descobri que o seu arrependimento nada mais é do que outro reflexo de sua felicidade.

Canção da Meia-Noite – Professora do Clã do Lobo da Nação Seneca